Escolha uma Página

Blog da Karine

Feito com muito ❤

O despertar da nova consciência

por | mar 6, 2021 | Design Thinking, Engajamento, Processos | 0 Comentários

Desperte, está na hora, liberte velhos paradigmas, um novo mundo está surgindo!

Nunca antes se falou tanto na palavra reinvenção. Reinvenção dos negócios para adaptar-se a pandemia, reinvenção da vida para superar os prejuízos da crise, reinvenção de hábitos para manter a saúde física e metal no isolamento. Repensei muito esse título “o despertar da nova consciência”, achei clichê, mas absolutamente apropriado. Podemos não ter entendido o que está mudando, mas sabemos que o mundo não está igual. Muito já foi esculpido e muitos novos talentos foram revelados também. Quando Michelangelo estava trabalhando no bloco de mármore que se tornaria a estátua de Davi, uma criança apareceu e perguntou por que ele batia com tanta força naquela pedra. Michelangelo então respondeu: – “Meu jovem, há um anjo dentro desta pedra e eu estou tentando libertá-lo”.1

Por trás de tudo isso, há mais do que apenas aquilo que se vê! A pandemia pode ser uma tentativa de Deus, ou seja qual for teu Deus, em esculpir seres humanos melhores. No entanto, a própria humanidade tem se mostrado incapaz de derrotar seu inabalável egoísmo. As esculturas feitas em mármore não podem ser refeitas, se um pedaço for quebrado errado, todo o trabalho fica comprometido. Na vida, você pode voltar atrás.

Desperte o melhor de você

Existe um anjo dentro de cada um de nós, um ser pleno de beleza e poder, mas é preciso encontrar isso no seu interior. Será preciso insistir na verdade por um bom tempo, lembrando-se dela todos os dias, até que um dia ela será sua. Você também pode chamar isso de fé, dê o título que quiser. Michelangelo esculpiu Davi com o mesmo ar de confiança de antes de sua batalha com o gigante Golias, o artista queria que Florença mostrasse a quem pensasse em conquista-la que “Se me atacarem, morrerão”1. A lição do artista é muito simplória, quer dizer “siga sua paixão, desenvolva autoconfiança e novos mundos se abrirão à sua frente”.

Repense, planeje sua vida futura, busque a felicidade! Está na hora de despertar! Muitas pessoas nunca planejam sua vida futura. Para não errar a escultura, Michelangelo, o maior escultor que já viveu na terra, projetava miniaturas. Para descobrir se era aquilo mesmo que ele queria e para não errar na hora de materializar, isso se chama PLANEJAMENTO. Nunca ande rápido demais, apenas ande depressa o suficiente para chegar onde quer, mas devagar o bastante para acertar.

O erro nos induz à experiência

Busque libertar-se da crença de que a vida é muito penosa, difícil e complicada. Substitua esse conceito por uma visão mais leve e otimista.

“Um homem que segura um gato pelo rabo aprende algo que não aprenderia de nenhuma outra forma”

Mark Twain

Reduza o stress e almeje o conforto. Pense nas vezes em que você esteve em uma fila de banco, laboratório de exames ou órgão público em que o único foco é o painel de senhas enquanto você aguarda ser chamado (a). É irritante e desconfortável, não é mesmo? Mas se você se preparar para esta espera, levar um livro ou algum afazer, vai perceber que passa mais rápido e aquele tempo será menos incômodo. Quando usamos adequadamente as coisas, ou situações, elas se tornam mais positivas e podem mudar experiências ruins, a satisfação é a soma desses fatores. No marketing costumamos chamar de experiência do cliente.

Esse é o lado bom de falhar, não existe inovação sem a variação que uma tentativa frustrada nos proporciona. Além disso, podemos sempre nos esconder atrás da desculpa de que somos HUMANOS! Veja como Deus é bom, nos concedeu a experiência do erro para que possamos acertar. Thomas Edison falhou mais de 10 mil vezes até estabilizar a lampada elétrica e mudar a história.

Já nascemos exploradores

Na infância experimentamos, fazemos perguntas bobas, nos sentimos a vontade para criar. A experimentação é, sem dúvida, parte inseparável do processo de construção do raciocínio. Em 1998, Gordon Mackenzie, desenhista e executivo da Hallmark2. Apresentou em seu livro Orbiting the Giant Hairball um padrão preocupante. Na obra, ele conta que ao visitar escolas primárias nos EUA percebeu que os alunos mais novos, amam fazer trabalhos artísticos e não exitam em ser criativos. Porém, da quinta série em diante, poucas crianças continuam a exercer sua criatividade. Ou seja, existe um processo orquestrado no nosso sistema de ensino, dedicado a nos fazer pensar que se divertir é o contrário de ter responsabilidades.

Na prática, dar espaço para as pessoas serem elas mesmas não só faz mais sentido como também traz melhores resultados. Como disse Peter Drucker, “a cultura sempre engole a estratégia no café da manhã”. Ser você mesmo, sem máscaras (que me desculpe a pandemia pela dubiedade) você é mais feliz!

Enfim, mudando paradigmas

Nosso cérebro pode funcionar de cima para baixo ou de baixo para cima, assim como os indivíduos e as organizações. Resolver problemas e tirar conclusões dentro uma estrutura existente requer uma mistura de pensamento analítico e flexível. Mudanças de paradigmas são peculiares quando deixam para trás muitas pessoas cuja rigidez de pensamento faz com que se atenham a velhas estruturas às quais estão acostumadas.

Tanto já falamos aqui em DESIGN THINKING, do conceito da experiência que traz conhecimento para refazer uma gestão sem erros, baseada nos erros já cometidos, com isso concluímos que os INSIGHTs não são simples fortuitos. São o resultado de um processo complexo com que o nosso cérebro inconsciente se envolve quando o raciocínio lógico fracassa. Isso se chama pensamento flexível, quando você sabe que não vai dar certo, mas ao abandonar essa ideia e adotar a suposição de que vai funcionar, começa a superar os obstáculos.

As circunstâncias mudam, as regras a que estamos acostumados podem não mais se aplicar. Táticas bem-sucedidas podem ser táticas que teriam sido rejeitadas sob outras regras. Isso pode ser libertador. Faz você questionar suas pressuposições e ajuda-o a superar paradigmas fixos e a reestruturar seu pensamento. A vida humana é cheia de oportunidades perdidas pelo não reconhecimento de que houve uma mudança, que algo antes impensável tornou-se possível.

  1. Chis Widener, “O Anjo Interior”, os segredos de Michelangelo para que você siga sua paixão e encontre o trabalho que ama. Sextane, 2009, p.19- 39.
  2. Tennyson Pinheiro, Luis Alt, “Design Thinking Brasil” empatia, colaboração e experimentação para pessoas, negócios e sociedade, Elsevier, 2011, p.114.

Endereço

Av. Cristóvão Colombo, 2533/101
Porto Alegre - RS
Bairro Auxiliadora
CEP: 90560-005

Contato

(51) 9 9521-3444
ferramentasdemkt@gmail.com